Home / Notícias / Cervejeiro Samuel Cavalcanti será jurado no Mondial de La Bière do Canadá

Cervejeiro Samuel Cavalcanti será jurado no Mondial de La Bière do Canadá

Fundador da cervejaria Bodebrown, Samuel Cavalcanti será jurado da edição deste ano do Mondial de La Bière de Montreal, em junho, no Canadá. Será o único brasileiro entre os seis jurados, representando a cultura cervejeira do país. Com esta confirmação, a Bodebrown não participará do concurso este ano.

Samuel Cavalcanti

Cavalcanti comemora o convite, como uma grande conquista das crafts brasileiras e da cultura que vem revolucionando o jeito de fazer, comercializar e beber cerveja. “É uma grande honra, por ser um festival com muitos lançamentos e inovações, que reúne cervejarias do mundo todo”, comenta. “Nos últimos anos, ganhamos 15 medalhas em diferentes edições do festival, no Brasil, Canadá e França. Agora, este convite nos coloca como Hors Concours”.

A Bodebrown levará quatro cervejas para serem provadas durante o evento, no espaço batizado como Petit Pub Brasil, sem participar da mostra competitiva. Entre elas, estão a Wee Heavy Wood Aged, envelhecida em barril de amburana previamente utilizado pela cachaça Weber Haus, e a Atomga Cherry, vencedora de medalha de ouro no Mondial de La Bière do ano passado e medalha de ouro no Festival Brasileiro da Cerveja deste ano, em Blumenau. Ela é envelhecida em barris de vinho e bourbon e leva ainda doses de cerejas chilenas. Já a Atomga Cacau, também uma russian imperial stout, passa por repouso de 24 meses na garrafa, e recebe cacau da cidade de Ilhéus, na Bahia, e café da Costa Rica. A quarta cerveja que será apresentada é a Stone Bodebrown Cacau Ipa. Uma cerveja revolucionária da Bode, não poderia faltar. Fruto da parceria com a norte-americana Stone Brewing, foi uma das primeiras cervejas brasileiras do estilo American IPA a conter cacau em sua composição.

Aproveitando a viagem, a convite dos canadenses, Samuel Cavalcanti e seu irmão, Paulo Cavalcanti, vão visitar quatro cervejarias: Le Trou du Diable, Brasseurs du Monde, Le Trois Mousquetaires e Dieu du Ceil!. “Destas visitas, podem nascer cervejas colaborativas”, conta o cervejeiro Samuel. Além disso, a Bodebrown, como em anos anteriores, também vai realizar a exportação de cinco cervejas que competem no festival: Votus, Hocus Pocus, Colorado, Three Monkeys e Três Cariocas.

 

Notícia publicada por FC Comunicação

Sobre Leandro Webster

Sou um Gerente de Projetos especialista em e-commerce. Apoio as IPA's e o lúpulo. Meu sobrenome se lê vêbister, não uébister. Rascunho de homebrewer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *